Principais causas de acidente nas estradas

Essa semana iniciaremos uma sequência de três feriados consecutivos, antes de pegar o carro para aproveitar os dias livre é importante ficar atento a algumas dicas sobre as principais causas de acidentes nas estradas.

 

• A imprudência dos motoristas

 

É o maior causador de desastres nas estradas, estudos da Fundação Dom Cabral em parceria com Núcleo de Infraestrutura e Logística da CCR, empresa que administra rodovias indicam que mesmo nas vias em bom estado de conservação. O comportamento dos motoristas imprudentes acaba provocando acidentes gravíssimos oriundos do stress no transito ou falta de cordialidade. Situações como excesso de velocidade,falta de manutenção nos veículos e uso de celular ou outros distrativos ao dirigir também são fatores que agravam o risco.

 

• Dormir ao volante

 

Uma das principais causas de acidente com mortes nas rodovias, segundo pesquisas, cerca de 20% de todos os acidentes de trânsito estão associados à sonolência. Jovens, motoristas profissionais e trabalhadores de turnos que dirigem durante a madrugada e comumente não dormem o minimo necessário diário de 8 horas são o que faz aumentar o risco de acidentes.

 

• Péssimo estado de conservação das vias

 

O desgaste das vias brasileiras é natural já que o principal sistema logístico do país, porém várias rodovias estão em condições que são extremamente precárias portanto o índice de acidente nas estradas aumenta.

 

• Motorista sobre uso de álcool/drogas

 

Os profissionais do volante, especialmente os caminhoneiros, fazem amplo uso de drogas estimulantes para manterem-se despertos em viagens de longa distância. Assim como a sonolência o uso abusivo de álcool afetam os sentidos do motorista, reduzem os reflexos portanto colocar em risco a vida de todos na via.

 

• Falta de manutenção nos veículos

 

80% dos veículos em circulação no país tem algum tipo de problema como pneu careca, lanterna queimada, falta de seta, motores desregulados entre outros. Com a chuva, um pneu careca tem mais chance de derrapar ou um limpador de para-brisa danificado vai prejudicar a visibilidade do condutor. Tudo isso coloca em risco a segurança não só do dono do veículo, mas de todos.

 

Dica: O condutor deve sempre deixar o pneu novo na parte traseira. Se algum imprevisto acontecer com o pneu dianteiro é mais fácil de sentir e controlar o veículo. Já na parte traseira o motorista não tem total controle.

 

Fontes: campanha não dê carona ao sono; perkons; uol; portal de trânsito